Por que os hospitais devem ter profissionais de TI capacitados para garantir a segurança da informação?

A segurança da informação é uma preocupação constante em todas as áreas, mas em hospitais ela é ainda mais importante. Isso porque os dados de pacientes, médicos e funcionários são confidenciais e devem ser protegidos para garantir a privacidade de todos os envolvidos. 

Sendo assim, os profissionais de jaleco feminino e masculino não são os únicos importantes em um hospital, pois também é necessário contar com profissionais de TI capacitados para garantir que todas as informações estejam seguras e protegidas contra acessos não autorizados. 

Neste artigo, vamos entender mais sobre a importância da contratação de profissionais de TI especializados em hospitais e como eles podem contribuir para garantir a segurança da informação.

1. Importância da tecnologia nos hospitais

Nos últimos tempos tecnologia tem se tornado cada vez mais indispensável em todos os aspectos de nossas vidas, e o mesmo se dá em ambientes hospitalares, onde ela interfere direta e indiretamente na vida das pessoas.

E para garantir uma boa gestão de TI em hospitais, é de extrema importância considerar, de antemão, todas as situações prováveis de tecnologia, garantindo toda a infraestrutura da organização. É importante também observar as inovações e criação de novos projetos para melhoria dos serviços.

Isso inclui a análise de todos os aspectos, desde os computadores de atendimento do pronto atendimento até servidores com sistemas hospitalares, tecnologias como redes sem fio para pacientes e colaboradores, tecnologias nos leitos como TVs interativas ou smart TVs, roteadores, câmeras, DVRs e outros aparelhos eletrônicos como soluções.

2. Segurança e saúde são fundamentais

Medidas de segurança na área da saúde são essenciais, principalmente no setor hospitalar, onde as informações confidenciais dos pacientes são de extrema importância. Qualquer vazamento de informações pode prejudicar a credibilidade da instituição e comprometer o atendimento.

Sendo assim, o sistema de informação hospitalar precisa ser composto de hardware e software de qualidade, além de módulos que abrangem os grupos funcionais da instituição, como administração, gerenciamento de pacientes, aplicações médicas e sistema técnico. Todos esses componentes precisam estar integrados para garantir a eficiência e a segurança do sistema.

3. Ferramentas básicas que podem ser utilizadas para manter uma rede hospitalar e os dados dos pacientes seguros

Uma das maiores vantagens da tecnologia, é que ela está em constante evolução, o que significa que os profissionais de TI capacitados sempre saberão quais as melhores ferramentas utilizar.

E há diversas ferramentas que podem ser utilizadas para manter uma rede hospitalar e os dados dos pacientes seguros, algumas das mais importantes são:

  1. Antivírus: um software que protege o sistema de computador de ataques de vírus e outros malwares;
  2. Firewall: um sistema que protege a rede de ataques externos, permitindo ou bloqueando o acesso de acordo com regras pré-definidas;
  3. Antispam: um software que filtra e bloqueia spam, ou seja, e-mails indesejados;
  4. Criptografia: um processo de codificação de dados para protegê-los de acesso não autorizado;
  5. Padronização de rede: um conjunto de regras e padrões para organizar e gerenciar uma rede de computadores;
  6. Proteção de redes sem fio: medidas para garantir a segurança de redes sem fio, como criptografia e autenticação de usuários;
  7. Política de senhas e acesso: regras que definem como os usuários devem criar e gerenciar senhas, bem como os níveis de acesso permitidos em uma rede.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *